Veja quais são as 5 habilidades essenciais para os médicos no futuro

Publicado em: 26 março 2019 - Categoria: Inovação

O mundo tem evoluído cada vez mais e tem caminhado rumo a tecnologia e novas mudanças. Por isso, é preciso cada vez mais saber se adaptar e isso vale não só para a vida pessoal como para a carreira também.

Nós já fizemos um blog aqui falando sobre as tecnologias que vão revolucionar o futuro da medicina. Mas, você, médico, sabe quais habilidades precisa desenvolver para se adaptar às mudanças que estão por vir!?

Hoje falaremos sobre quais são as 5 habilidades essenciais para que os médicos desenvolvam bem seu trabalho no futuro. Se engana quem pensa que essas habilidades estão relacionadas apenas a saber fazer uso de novas tecnologias, é preciso também aprimorar suas competências humanas. Confira:

1- Inteligência emocional:

Possuir inteligência emocional diz muito sobre o quanto de empatia com o próximo você tem. O conceito de inteligência emocional se popularizou graças ao psicólogo Daniel Goleman e diz respeito da forma como reconhecemos e avaliamos os sentimentos de outras pessoas.

Mais que isso, a inteligência emocional também nos ajuda a entendermos nossos próprios sentimentos. Essa habilidade é importante porque faz com que nos conheçamos melhor e possamos nos motivar, além de administrar nossas próprias emoções.

Em relação ao próximo, desenvolver a empatia ajuda a melhorar, até mesmo, o atendimento. Afinal, hoje em dia já se tem registros de máquinas com inteligência artificial que conseguem otimizar bastante o trabalho em muitos campos, mas elas pecam quando o assunto é o contato com o paciente. Visto isso, é possível afirmar que o contato humano não pode ser substituído.

2- Networking:

Networking nada mais é que a arte de estabelecer ligações, formando uma rede de contatos ou conexões com outras pessoas. No mundo dos negócios, isso é muito importante para obter novos conhecimentos e compartilhar o que se sabe.

O networking já acontece nos dias de hoje, mas, na posteridade, constituir ligações será uma habilidade ainda mais necessária. Então, estar presente em congressos, grupos de pesquisas e discussões pode ser um bom começo, embora, no futuro, a tendência é que esse relacionamento profissional esteja mais presente na esfera digital e virtual.

Muitos médicos já possuem perfis nas redes sociais mais importantes, como Facebook, Instagram e Linkedin, isso é ótimo porque novas redes vão surgir ao longo do tempo. Assim sendo, é importante saber se adaptar e manter em dia os conhecimentos a respeito de escrita e uso da tecnologia.

3- Tecnologia:

Citamos o uso da tecnologia no tópico anterior, mas esse item é tão importante que merece um espaço exclusivo para discussão. Quando falamos em ter conhecimento sobre tecnologia, não nos referimos a entender de programação ou conceitos mais complicados.

Se no presente usar um sistema de gestão já tem se tornado realidade em muitas clínicas, no futuro, a automação de serviços será algo muito comum. Então, esteja pronto para começar a se adaptar com prontuários eletrônicos, marcações de consultas pela Internet, recebimentos de resultados de exames por email e agenda eletrônica desde agora.

Pensando no hoje, já é impossível imaginar a medicina sem tecnologia, então, a tendência é que daqui 10 ou 15 anos os sistemas sejam ainda mais avançados. Não fique para trás e invista em conhecimento e aparelhos tecnológicos.

4- Gestão de pessoas:

Embora a tecnologia avance consideravelmente, nada substitui a presença humana em alguns serviços. Então, uma das habilidades mais requeridas será saber lidar com sua equipe, seja você um médico empresário que trabalha com todas as etapas da administração de sua clínica ou um médico que trabalhe exclusivamente com atendimento e procedimentos.

Dessa forma, é preciso saber como manter a equipe motivada a sempre dar seu melhor para que isso promova resultados ainda melhores e aumente seu número de pacientes fidelizados.

Vale ressaltar aqui também que uma das melhores qualidades de quem sabe gerir pessoas é saber resolver problemas, sejam eles simples ou complexos. O aprendizado de saber resolver problemas complexos não surge da noite para o dia. Ele vem a medida que o profissional vai se qualificando ao longo dos anos. Em resumo, o médico do futuro deverá saber como solucionar problemas novos e grandes, os quais nunca viu anteriormente. Acredita-se que esses serão os profissionais mais requisitados no mundo moderno.

5- Flexibilidade de cognição:

Uma pesquisa feita pelo Fórum Econômico Mundial reconhece que, já em 2020, ter pensamento crítico será uma das habilidades mais importantes para qualquer profissional de sucesso, seja qual for sua profissão. E, isso é válido também para área médica.

No entanto, mais que pensamento crítico, a flexibilidade de cognição também abrange formas de ampliar as maneiras de pensar, encontrando diferentes possibilidades para a resolução de uma mesma questão que emerge diante de cada um de nós, isso vale tanto para problemas que surgem com pacientes, quanto para problemas em sua clínica ou na vida pessoal.

Para tornar essa habilidade real, busque sempre expandir seus conhecimentos acerca de tudo aquilo que lhe ronda, compreenda os interesses pessoais e profissionais com exatidão, mantenha-se distante de tudo aquilo que lhe prende à zona de conforto e procure se relacionar com pessoas que desafiam sua visão de mundo.

Uma boa forma de fazer isso é começar a treinar seu cérebro o mais cedo possível. Não deixe para buscar a se adaptar quando isso já for uma realidade sólida.

Agora que você conhece quais são as 5 habilidades que mais serão necessárias para os médicos no futuro, é hora de começar a correr atrás para se adaptar às mudanças. Aderindo a essas dicas, você será reconhecido por inovação no mercado e qualidade no trabalho. Comece agora mesmo!

Compartilhe: