Como definir a melhor estratégia de marketing conforme a minha especialidade médica?

Publicado em: 12 março 2019 - Categoria: Marketing Médico

Entenda como atrair pacientes usando as redes sociais e outras plataformas de sucesso.

Sem dúvidas, as redes sociais são a revolução do momento. Elas estão sendo usadas pelas pessoas mais diversas, sendo elas de muitas classes sociais, idades, crenças, credos e gêneros, além das empresas, é claro. Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo federal, 92% de todas as pessoas que acessam a Internet estão presentes nas redes sociais.

Diante disso, é preciso entender que não basta ter um perfil em todas as redes, já que algumas delas podem não ser efetivas para trazer resultados para o seu objetivo. Mais que isso, com o grande número de redes disponíveis, nem todas conseguem se fortalecer e aderir muitos usuários, tornando-se passageiras.

Então, é necessário que você saiba definir em qual rede social vai ter o seu perfil e qual a melhor estratégia a ser usada para sua especialidade médica. Afinal, algumas especialidades exigem postagens de maior apelo mais visual, enquanto outras são mais explicativas, não é mesmo!?

A princípio, antes de apresentarmos as redes sociais mais eficientes e outras plataformas de sucesso, devemos considerar que existem as especialidades com demandas espontâneas e outras de demandas programadas. O primeiro caso ocorre quando o paciente precisa ser atendido sem espera. Nesse processo, ele mesmo faz a busca por médicos e especialidades sem ser educado para consumir aquele serviço, diferente do que ocorre no segundo caso. Assim sendo, as demandas espontâneas pedem estratégias de marketing diferentes das demandas programadas.

Conheça agora qual plataforma pode ser ideal para a sua especialidade:

Instagram:

Até meados do ano passado, o Instagram já tinha 1 bilhão de usuários ativos. Segundo a própria rede, pelo menos 85% desses usuários seguem um perfil comercial.

Mantendo algumas estratégias, é possível ter até 15 vezes mais interações que em outras redes. Para alavancar seu perfil, você deve mantê-lo atualizado, fazer postagens com uma certa frequência, produzir fotos próprias e utilizar ferramentas para fortalecer a imagem da sua clínica.

Em relação a especialidades, o Instagram é mais indicado para aqueles médicos que possuem trabalhos de maior apelo de imagem, já que essa rede social é voltada para mostrar figuras. Então, se você trabalha com estética, por exemplo, ela pode ser uma boa alternativa. Mas, lembre-se de consultar as normas do Conselho Federal e Regional de Medicina, pois algumas coisas não podem ser divulgadas.

Facebook:

Com cerca de 2 bilhões de usuários pelo mundo, o Facebook é o segundo lugar onde as pessoas mais pesquisam por atendimento médico, ele perde apenas para o Google, que é o site de buscas mais utilizado na web. A pesquisa da Secom identificou que ele ainda é a rede social mais usada há anos, contando com 83% das pessoas que usam a Internet de forma regular.

Essa rede social é indicada para especialidades que disponham de procedimentos que exigem explicações maiores, já que seu limite de caracteres é bem grande. Ao contrário do Instagram, o Facebook não exige imagem para as postagens. No entanto, é recomendado que você coloque algum apelo ilustrativo, seja em fotografia ou vídeo, já que chamam maior atenção do leitor.

Blog:

O blog também é uma ótima estratégia de marketing médico. Normalmente, ele é hospedado dentro de um site, por isso, também serve para aumentar o número de visitas dele.

Nessa estratégia, é preciso que você tenha um calendário de postagens bem definidos. Nele, você pode abordar diversos temas que vão desde curiosidades a respeito de tratamentos, divulgação de eventos, replicação de textos de revistas até explicações mais técnicas.

Variando entre textos maiores ou menores, o que você escreve pode servir para esclarecer dúvidas e cativar aqueles pacientes que se encaixam em demandas programadas. Citando um exemplo, se você tem uma clínica de estética e escreve um blog sobre quais soluções o botox pode trazer, o potencial paciente pode sentir vontade de realizá-lo.

Google:

Estar presente no Google significa ser visto e ser notado! Porém, por ele ser o site de buscas mais utilizados, a concorrência também é grande, assim, é preciso estar bem rankeado para ser destaque.

O Google é excelente para aquelas especialidades de demandas espontâneas. Ou seja, caso alguém quebre uma perna, precisa ser atendido sem demora, então, o novo paciente pesquisa por atendimento ortopédico. Assim sendo, ele não passa  pela jornada de pesquisa por procedimentos ou pelo processo de ser cativado pelos conteúdos de algum profissional.

Para estar presente no Google, você pode usar a ferramenta “Google Meu Negócio”, que é gratuita e permite que o público ache com facilidade informações a respeito da localização da sua clínica, telefone e horário de funcionamento. Além dele, é possível usar o Google Adwords e o SEO (Search Engine Optimization). O primeiro diz respeito aos anúncios pagos, que são capazes de fazer seu site ficar no topo da lista de ofertas quando uma busca é feita por um paciente. Já o segundo, é um conjunto de estratégias que ajudam a aumentar os acessos no seu site, blog ou página na web. O uso de SEO permite a melhora de resultados orgânicos, o que gera maior autoridade e tráfego.

 

Compartilhe: