5 indícios que você precisa trocar o logo

Publicado em: 29 agosto 2019 - Categoria: Branding

Você e sua equipe pensaram em todo o conceito do seu negócio, definiram o que queriam e escolheram a linha de atuação. Tudo perfeito. Então, vocês percebem que esqueceram de algo fundamental. O logotipo. O logo é aquilo que vai apresentar sua marca e dizer aos potenciais clientes como é o seu negócio. Acontece que muitas empresas já possuem um logo. No entanto, nem sempre ele representa aquilo que deveria, o que esvazia seu sentido. Neste texto você vai ver cinco indícios de revelam que está na hora de trocar o logo.

Qual é o papel do logo?

O logotipo, como já foi dito, é a imagem inicial do seu negócio. Ele será o primeiro contato do seu cliente com o seu trabalho, por isso é fundamental que ele transmita tudo aquilo que você deseja. E para isso não significa que ele precisa ser bonito ou feio, grande ou pequeno, feito com um nome ou um desenho. Seu logo, antes de tudo, deve ser memorável.
Neste contexto, é muito comum encontrarmos organizações que não conseguem comunicar ao mundo quem elas são. É aí que aparece a necessidade de trocar o logo. Afinal, quando isso é necessário?

1 – O bom e velho clichê? É hora de trocar o logo!

Quando você pensa em uma clínica odontológica, qual é a primeira imagem que vem a sua mente? Provavelmente um dente. E quando se trata de uma concessionária? O carro é aquilo que vem à mente, certo? Mas, pense um pouco, se essa imagem é óbvia, se você já sabe que o carro representa uma concessionária, a sua imagem vai ficar marcada como algo inovador e diferenciado na mente do seu cliente? Claro que não. Uma logo deve identificar seu negócio, mas não mostrar sua intenção logo de cara. Se sua marca é óbvia, sua marca será comum e assim, seu cliente vai passar por ela, e simplesmente vai ignorar, não vai ficar marcado. E na hora que ele estiver lá no momento de decisão de compra, lá no fundo do funil, a última marca que ele vai se lembrar é a sua.

2 – Seja moderno

Existem casos também de logos extremamente antigas que não acompanham, não só a evolução da empresa ou negócio, mas até mesmo oo tempo e que muitos não acompanham. Se um escritório médico, por exemplo, mantém a mesma logo do seu início durante muitos anos, está exposta a afastar pacientes de duas formas. A primeira, são aquelas pessoas que estão em busca de algo mais moderno e não vão se encontrar naquele espaço, tudo por conta do logo. Outro perfil de paciente que essa clínica pode perder são aqueles que já estão consolidados. Todos os seres humanos mudam e seus pacientes também, por isso é importante acompanhá-los, inclusive com a imagem que representa sua marca, ou seja, vamos trocar a logo. Muitas empresas grandes, famosas e bem-sucedidas trocaram o logo, como Google, Telecine e até a decolar

3 – Complexidade demais prejudica

Ok, você deseja uma marca memorável, que fique na mente do seu cliente, mas é importante que ela permaneça de forma positiva e, principalmente, passe a mensagem que você deseja. Caso o logo seja de difícil entendimento, e com o qual o cliente não identifica a proposta, de fato, essa imagem vai ficar marcada na memória daquela pessoa, mas de forma negativa. Dificuldade em excesso nunca é bom. Desenvolva um logo que seu público identifique e, principalmente, entenda aquilo que está se passando ali. E não é necessário técnicas mirabolantes para fazer isso quando você conhece as pessoas na qual você está se comunicando, fica muito mais fácil desenvolver algo para agradá-las.

4 – Mudou o negócio, mudou o logo

Se seu tipo de negócio mudou, ou você até está expandindo a empresa, definitivamente não convém manter o mesmo logo, afinal, trata-se de produtos ou serviços distintos que merecem atenção especial. Se atualmente seu negócio é uma lanchonete, e você deseja abrir uma distribuidora de temperos e condimentos para sanduíches, não tem a ver deixar a mesma marca em ambos os estabelecimentos.
Elas podem (e devem) conversar entre si, afinal, trata-se de negócios com particularidades e que têm a mesma procedência, até mesmo para deixar registrado que todas elas fazem parte do mesmo grupo. Mas, replicar e usar algo idêntico vai prejudicar seu negócio, tanto a lanchonete quando a nova distribuidora.

5 – Você mesmo fez o logo? Então definitivamente você deve mudá-lo

Muitas vezes, para economizar dinheiro, o dono se propõe a fazer seu próprio logo, porém essa economia pode acabar se tornando um custo desnecessário, já que sua marca pode estar errada, grotesca e não condiz em nada com a imagem que você quer passar.
Nestes momentos é interessante investir em um profissional. Atualmente, o que não faltam são profissionais e até empresas especializadas na criação de logo que vale a pena investir. Lá, você encontra pessoas que vão analisar o perfil do seu negócio e irão desenvolver a marca perfeita para você.

É hora de investir na troca do logo

Caso não tenha entendido a importância de ter um bom logo, há uma analogia interessante, que vale a pena pensar. Imagine que você é um entrevistador e está contratando alguém para sua empresa e apareceram dois candidatos para a entrevista. O primeiro, está devidamente bem vestido, com cabelos curtos, unhas limpas e aparadas e sem nenhuma peça amarrotada. Sua vestimenta está completamente de acordo com a situação e seu estilo, já no segundo caso, o candidato está amarrotado, com furos, o cabelo bagunçado. Quem será o contratado?
Se você ainda não está convencido, faça um teste, mostre seu logo para amigos e pessoas que não conhecem, converse, peça opiniões e veja quais são as reações das pessoas. Essa etapa será um bom termômetro para decidir o que fazer. Seu logo está representando aquilo que você tem de mais importante. Invista nele, vai valer a pena.

Compartilhe: